Criada pela simpática Família Gaspar em 2011, a Fórmula Ford Portugal, antiga “Single Seater Series”, teve como principal motivação a existência de uma competição onde pudessem correr os fantásticos fórmulas que estavam parados nas garagens e apenas podiam rodar em esporádicos track days.

Ao longo dos anos, a Fórmula Ford tem recebido um número crescente de participantes, pois dezenas de carros foram retirados das garagens e preparados tal como dezenas foram importados para correr.

A partir de 2016, a Single Seaters Series passou a ser organizada pela Race Ready, e em 2017 a competição foi renomeada Fórmula Ford Portugal, contando com o apoio institucional da Ford Lusitana, recebendo um protagonismo acrescido em Portugal.

CONCEITO

Portugal sempre teve uma grande tradição de pequenos fórmulas sem asas, principalmente Fórmula Ford. Um campeonato que existiu entre 1970 e 2002, conhecido pela sua grande competitividade, espectáculo em pista e baixos custos. Foi a “escola” de grandes campeões como Ernesto Neves, Pedro Lamy, Pedro Matos Chaves, Manuel Gião, Gonçalo Gomes, João Barbosa, José Pedro Fontes, Pedro Salvador entre muitos outros. Muitas vezes os campeões do ano anterior continuavam na disciplina depois de a ter vencido, pois não encontravam nenhum campeonato tão bom para progredirem na sua carreira.

O regulamento foi criado de forma a juntar um espectro de carros com andamentos compatíveis e que constituem provavelmente a melhor relação preço/performance/prazer de condução de qualquer desporto motorizado. O sucesso foi instantâneo, com vários “Gentlemen Drivers” a divertirem-se nos seus bonitos e vintage fórmulas.

Desde 2014, os jovens lobos vindos do Karting redescobriram a Fórmula Ford, como uma excelente passagem para os circuitos, continuando a melhorar a sua pilotagem agora em circuitos e em fórmulas que foram sempre concebidos como a escola de condução a custos similares a uma época de Karting.

Assim, a Fórmula Ford Portugal está dividida nas seguintes Classes:

 

CALENDÁRIO

Estoril - 13 / 14 Abril

O Circuito de Primavera pretende ser um evento com um espírito descontraído similar ao “club racing inglês” onde participantes e público em geral partilham o seu amor pelo automobilismo.

Este formato compacto terá mais de 100 equipas que irão estar presentes nas corridas de Fórmula Ford, CSS Group 1 ou no Troféu Mini. O tempo de pista inclui Test Day.

Braga - 4 / 5 Maio

O Braga Festival of Speed será um dia de absoluto Club Racing no circuito de Braga. Os pilotos e equipas terão a possibilidade de medir forças num dia de pura adrenalina.

Com toda a actividade em pista ainda por definir, Pilotos e equipas terão de ser os mais rápidos e bastante consistentes para que não existam azares.

Jarama - 15 / 16 Junho

Inaugurado em 1967 como circuito permanente, o seu traçado nunca foi alterado, sendo exactamente o mesmo onde triunfaram, entre outros, nomes como Hill, Clark, Stewart, Fittipaldi, Andretti e Villeneuve.

O circuito de Jarama é sempre um dos mais populares circuitos de Espanha, graças ao traçado muito fluido com curtas rectas e várias curvas rápidas. Esta edição irá contar com o Historic Endurance como cabeça de cartaz e irá exibir as melhores competições de Clássicos ao nivel Ibérico.

Algarve - 1 / 3 Novembro

O Autódromo Internacional do Algarve é um moderno circuito construído em 2008, com todas as últimas especificações, quer em termos de comodidade para pilotos e equipas, quer em termos de segurança. Este é também o maior e mais importante evento de carros históricos da Península Ibérica, reunindo em cada uma das últimas edições mais de 300 carros e 500 pilotos, provenientes de 23 países. Pelo 9º ano consecutivo, o final da temporada da Historic Racing passa pelo Autódromo do Algarve.

Estoril - 23 / 24 Novembro

Foi no Estoril, debaixo de chuva, que Ayrton Senna conquistou a primeira vitória da sua carreira. Foi também ali que Niki Lauda conquistou o seu último campeonato mundial. Foi também no Grande Prémio de Portugal que uma manobra “quente” de Senna viria a espoletar a mais famosa rivalidade da história da Fórmula 1. Por se realizar em Novembro, numa época do ano em que é já impossível competir no Norte da Europa, o Estoril Racing Festival é o evento Luso-Britânico que fecha a temporada com chave de ouro.

 
 
 

RESULTADOS 2019

CIRCUITO DO ESTORIL

13 / 14 Abril - 2019

CIRCUITO DE BRAGA

5 / 6 de Maio

Autódromo do Estoril

Circuito Vasco Sameiro

RESULTADOS E PONTUAÇÃO 2018

CIRCUITO DE PRIMAVERA

1 de Maio - 2018

Autódromo do Estoril

JARAMA CLASSIC

2 e 3 de Junho - 2018

Circuito de Jarama

JEREZ 30º LA LEYENDA

2 e 3 de Junho - 2018

Jerez de la Frontera

ALGARVE CLASSIC FESTIVAL

19 a 21 de Outubro - 2018

Autódromo Internacional do Algarve

ESTORIL RACING FESTIVAL

17 e 18 de Novembro - 2018

Autódromo do Estoril

 

REGULAMENTOS

Todos os fórmulas têm de estar de acordo com os regulamentos da sua época. Excepto na Fórmula Ford Kent, Fórmula V, e Fórmula TUGA, têm que ter sido produzidos e não ter nenhuma especificação posterior a 2005.

Não são também permitidos nenhum fórmula que mesmo estando de acordo com o regulamento da época possua mais de 2.000 cc ou tenha apêndices aerodinâmicos com o propósito de criar downforce. Uma lista integral dos carros autorizados pode ser consultada no regulamento desportivo de 2016.

A Fórmula Ford recomenda a consulta dos regulamentos desportivos e técnicos disponíveis nos links abaixo.

No entanto, em caso de alteração, o regulamento válido é sempre o disponível pela FPAK.

VÍDEOS

 
  • YouTube Social  Icon

Mais vídeos no nosso canal do Youtube

 

VENDA PECTEL T2

As novas ECU têm a possibilidade de se conectar com as antigas looms (instalações elétricas) através de um conector não existindo a necessidade de comprar looms adicionais. No entanto, para as equipas que queiram, poderão ser também fornecidos novos looms, pois os antigos também começam a ser raros. Existe uma terceira hipótese, esta ainda mais económica: as equipas cortarem os cabos atuais e refazerem o final dos looms com a nova conecção Plug & Pin. Avisamos que esta terceira solução é complicada e não a recomendamos para equipas sem grande experiência com a parte elétrica.  Trabalhámos de forma a que as curvas de potência sejam idênticas, sendo que a diferença entre a antiga e nova é de apenas 1 cavalo a mais para a nova ECU. Praticamente irrelevante, sendo que as diferenças num banco de motor, dependendo da temperatura do ar e dos pneus pode dar mais ou menos um cavalo.
A grande diferença entre as ECU, encontra-se nas leituras da sonda lambda.
As vantagens são bem maiores para a nova ECU, que vai permitir uma maior fiabilidade dos motores. Segundo nos disseram, os valores de 0.93 são considerados preocupantes por quem percebe mais sobre mapas de ECU. A negociação com o fornecedor das ECU foi complicada, sendo que eles apenas quereriam fazer preços especiais se as ECU fossem obrigatórias para o campeonato.
Nós tentámos que as equipas que têm os carros a funcionar não tivessem de ser “obrigadas” a comprar uma nova. O acordo foi um preço mais baixo até ao final de 2018 para que as todas as equipas possam mudar a um preço mais baixo.
Dito isto, consideramos que as novas ECU serão um passo em frente na Fórmula Ford em termos de fiabilidade, maior controlo técnico pelas equipas e pela organização e sobretudo a noção de que não existirão “peças em extinção”, permitindo que estes carros continuem a correr durante muitos e bons anos.
Estamos à vossa disposição para qualquer pergunta.

 

PARCEIROS

CONTACTOS

Pessoa de contacto: DIOGO FERRÃO

​Tel: +351 917 515 665

Tel: +351 210 920 650

Bela Vista Office, Estrada de Paço de Arcos, nº66 Lisboa, 2735-336