top of page

Carrera Los 80 proporciona viagem no tempo a décadas douradas no Jarama Classic

  • Um ex-piloto de F1 à partida

  • Vários carros que marcaram a velocidade na Península Ibérica

  • Lutas aliciantes em perspectiva



Após três anos em que a pandemia não o permitiu, em parceria com a Race Ready, o Circuito de Jarama em reedita este fim de semana o Jarama Classic, uma das maiores manifestações automobilísticas da cidade de Madrid, contando com a presença do heterogéneo pelotão da Carrera Los 80.


Depois do arranque da temporada no Autódromo Internacional do Algarve, a renovada Carrera Los 80 regressa ao traçado de Jarama com uma grelha de partida de 20 viaturas. Naquela que foi a casa do Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1 de 1969 a 1988, mas também um dos palcos favoritos do Campeonato da Europa de Turismos nos anos 1980s e assistiu ao renascimento das corridas de GT no início dos anos 1990s, uma panóplia de carros de Turismo e GT promete encantar os muitos espectadores esperados neste evento pensado para a família.


A diversidade de carros é simplesmente espectacular, como é exemplo a categoria para viaturas de Grupo 1, com Marc Mayoral Arnay a inscrever um VW Scirocco MK2, a dupla Guillermo Velasco/Eugenio Fernandez a alinhar com um Datsun 1200 e Nuno Breda e a dupla João Mira Gomes/Nuno Afoito a apostarem nos seus Ford Escort RS2000. Por seu lado, Francisco Moreno inscreveu o seu Ford Escort MKI de Grupo 2, onde travará uma luta pelas honras da categoria com César Freitas em BMW 323i.


Luis Delso e Carlos de Miguel vão colocar em pista um dos carros favoritos do público, um BMW 635 CSI, que para além da sua forte presença, é um modelo que escreveu vários capítulos da história do automobilismo nos anos 1980s, inclusive vencendo as 4 Horas de Jarama de 1986.




Nesta viagem no tempo que é a grelha de partida da Carrera Los 80, a categoria T2000 reúne um leque interessante de viaturas de Turismo mais recentes. A equipa Eficar alinhará com um sempre popular Honda Civic, para Juan e Gonzalo Alonso. Já a RRB Competición vai comparecer com um cobiçado Renault Clio 16v, a ser conduzido por Javier Rodriguez-Rey e Victor Rodriguez-Rey. A categoria ficará completa com o estreante Arlindo Beça, que participará com um Toyota Carina E, um carro proveniente do troféu português de enorme sucesso do final da década de 1990s.


Vencedor indiscutível nas duas corridas disputadas em Portimão, o Porsche 911 RS de Pedro Bastos Rezende vai ter desta vez uma panóplia de adversários muito mais forte, como é o caso do outro 911 RS preparado pela Aurora Motorsport, para a dupla Bruno Santos/Claudio Vieira. À partida estará ainda outro carro com “pedigree" na Carrera Los 80, neste caso, o BMW E36 M3 de Paulo Vieira, o pole-position da corrida do Autódromo do Estoril do ano passado.


Num verdadeiro duelo ibérico, a oposição aos três carros portugueses vem de quatro Porsche espanhóis e um BMW. Carlos Beltran, um ex-piloto do Campeonato de Espanha de GT, alinhará com o seu Porsche 964 RS NGT, um carro preparado pela Nou Onze, com o qual celebrou uma ida ao pódio no Espírito de Montjuic de 2022. Gonzalo Mateo e Francho Echegoyen regressam à Carrera Los 80 para dividirem a condução do seu Porsche 928. Já Lucas Gonzalez/Jorge Lopez e Antonio Castro vão tripular dois Porsche 968 CS que irão relembrar muitos espectadores do primeiro troféu da marca de Weissach realizado na Península Ibérica. Por fim, Teodósio Palomo vai correr com o seu BMW 325i E36, um carro que nos traz a nostalgia dos anos 1990s.


A lista de inscritos fica completa com dois “convidados” de luxo. Na classe “Invitational”, Bruno Lima e Ricardo Pereira vão correr com um Citroen Saxo Cup, um carro proveniente de outro saudoso troféu monomarca português.




Em fim de semana de centenário das 24 Horas de Le Mans, Pedro Bethencourt fará equipa no seu Porsche 934 com o ex-piloto de Fórmula 1 e que por oito ocasiões participou na clássica francesa, Teddy Pilette. O piloto belga, que venceu as 24 Horas de Spa de 1978, faz a sua estreia na Carrera Los 80, ele que se estreou no Grande Prémio da Bélgica de Fórmula 1 de 1974 pela equipa Brabham, então gerida por Bernie Ecclestone. Teddy tem boas memórias da Península Ibérica, tendo vencido os 500 km de Vila Real de 1970, aos comandos de um Lola T70 MK3 (ndr: reza a lenda que fez a corrida toda refrigerado a vinho tinto).


Para o CEO da Race Ready, Diogo Ferrão, “apresentarmo-nos no Jarama Classic com esta grelha de partida, com uma variedade enorme de carros, deixa-nos cheios de orgulho e com a confiança de que estamos no bom caminho. Serão duas corridas bastante disputadas e interessantes que o público terá oportunidade de assistir daqueles, que sem dúvida, são os clássicos do futuro.”


As duas corridas de 40 minutos, com uma paragem nas boxes obrigatória, serão disputadas no domingo, dia 11 de Junho. As corrida estão agendadas para as 10h15 e 17h10 (hora local) e terão transmissão televisiva em directo nas redes sociais Facebook e Youtube da Race Ready.

Σχόλια


bottom of page