top of page

Historic Endurance foi parte do sucesso do Jarama Classic

Atualizado: 13 de jun. de 2023



O Iberian Historic Endurance teve a sua primeira prova da temporada em Espanha no mítico Circuito de Jarama. Na grande festa que foi o regresso do Jarama Classic, Jordi Puig e Fernando Navarrete venceram as duas corridas disputadas num evento que reuniu 21,000 espectadores no circuito de Madrid.


1ª CORRIDA - VITÓRIA DE UM FORD GT40


Já com o público a ocorrer em grande número ao histórico Circuito de Jarama, o primeiro dia do Jarama Classic foi abrilhantado com a primeira corrida do Iberian Historic Endurance. O pitoresco pelotão de quatro dezenas de viaturas que evocam outros tempos proporcionou um espectáculo de primeira linha, com mais de 40 clássicos em pista e equipas de 5 países diferentes.




Após uma semana de chuva na região de Madrid, o sol brilhou na capital espanhola para a sessão qualificação que definiu a grelha de partida para este primeiro confronto. Conhecedores, como poucos, deste traçado, Jordi Puig/Fernando Navarrete ‘impuseram a lei’ do seu belo Ford, o que lhes permitiu largar da pole-position, tendo a seu lado Pedro Bastos Rezende, o vencedor das duas corridas do Historic Endurance disputadas no Algarve que desta vez trouxe o seu Porsche 911 3.0 RS.


A segunda linha da grelha de partida foi formada pelos Porsche de Frederico Brion Sanches/Jorge López e de Mário Meireles/Vasco Nina, ao passo que a terceira foi dividida pelo imponente Shelby Cobra Daytona dos franceses Brice Pineau/Olivier Muytjens e pelo não menos apelativo Ford GT40 de Paulo Lima.


Jordi Puig e Fernando Navarrete fizeram prevalecer o seu estatuto de favoritos, e nem mesmo um período de Safety-Car no final da corrida, que reduziu a zero toda a vantagem construída até ao momento, impediu que a dupla da casa celebrasse um merecido triunfo na corrida na classe GTP & Sportscar.


Sem argumentos para fazer frente aos Ford GT40, Pedro Rezende foi o terceiro a ver a bandeira de xadrez após uma animada luta com o GT40 de Paulo Lima, este segundo já revelou um maior à vontade com a potente máquina americana nascida para fazer Le Mans.




Contudo, Pedro Rezende tinha razões para celebrar no final da corrida de 50 minutos, pois triunfou na sempre competitiva classe H-1976, levando a melhor sobre a dupla Meireles/Nina, pilotos que há duas semanas conquistaram o triunfo as “3 Heures de Pau”


O regressado Jesus Fuster, também num potente Porsche 911 3.0, fez uma grande prova, mas acabou por receber uma penalização por ultrapassar em bandeiras amarelas. Foi assim terceiro classificado na H-1976, à frente do musculado BMW 3.0 CSL do Miguel Ferreira e Francisco Carvalho, que assinaram um bom sétimo lugar da geral apesar de competirem como “convidados" devido a problemas com os pneus para o BMW.


Nos H-1965, Carlos Oliveira (Lotus Elan 26R) foi uma excelente surpresa, levando a melhor sobre o Shelby Cobra Daytona ‘francês’ (Brice Pineau / Olivier Muytiens), enquanto o piloto sueco P-A Forsvall, também num ágil coupé saído da pena de Colin Chapman, fechou o pódio da classe.


Entre os H-1971, o esbelto Alfa Romeo GTAm de Jorge Santos e Alcides Petiz voou baixinho ao longo de Jarama, conseguindo um triunfo incontestável, que se traduziu num nono lugar da geral. O BMW 1600 ti de François Guerin ficou no segundo posto, com o GTAm de Roberto Dias Rincon y Francisco Sottomayor a ficar na terceira posição apesar de alguns problemas mecânicos.


Na categoria GDS, Piero dal Maso/Guillerme dal Maso, motivados da sua vitória nas ruas de Pau, levaram o Porsche 911 SWB preparado pela Garagem João Gomes ao triunfo. Mantendo a senda de bons resultados, João Neves (Datsun 1200) foi o segundo classificado na classe para as viaturas de menor cilindrada, ao passo que o francês Vincent Tourneur regressou ao pódio da Porsche 911 SWB.



2ª CORRIDA - PUIG & NAVARRETE BISAM


Com muito público nas bancadas e no paddock, a segunda corrida, realizada no domingo, do Historic Endurance foi novamente ganha pelo Ford GT40 de Puig e Navarrete. O imponente carro da marca da oval azul assumiu a liderança nos primeiros metros da corrida e nunca mais de lá saiu, “bisando” num evento que sempre foi especial para os seus pilotos.


Cada vez mais adaptado à condução do seu Ford GT40, um carro que apenas chegou a Portugal este ano, Paulo Lima fez uma corrida imaculada, recebendo a bandeira de xadrez no segundo posto. Os três pilotos do GT40 subiram ao pódio na classe GTP & Sportscar e foram acompanhados por Nuno Afoito/João Mira Gomes, em Lotus 7.


Atrás dos dois Ford, assistiu-se a uma luta entre dois Porsche 911 3.0 RS (H-1976) que manteve o público colado às bancadas. Pedro Bastos Rezende levou a melhor sobre Jesus Fuster, num duelo em que os dois carros da marca alemã discutiram taco-a-taco todas as curvas do antigo traçado do Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1. Não menos animada foi a luta pelo terceiro lugar da classe H-1976, com o 911 3.0 RS de Francisco Brion/Jorge López e o 911 2.8 RS de Mário Meireles/Vasco Nina a cortaram a linha de chegada separados por menos de meio segundo.




Ao volante do Lotus Elan 26R, Carlos Alberto Oliveira concluiu o seu fim de semana quase perfeito, com uma vitória destacada na classe H-1965. P-A Forsvall, também ele em Lotus Elan, e a dupla ibérica Guillermo Velasco/Francisco Freitas, em Porsche 365 SC, subiram ao pódio numa tarde de muito calor e de exigência para pilotos e máquinas.


Na classe H-1971, onde se tem assistido mo início da temporada a uma superioridade de carros da marca Alfa Romeo, o GTAm de Jorge Santos e Alcides Petiz festejaram a vitória, terminando à frente de Roberto Díaz-Rincon e Francisco Sottomayor. Desta vez, o Porsche 914 de Manuel de la Torre conseguiu chegar ao pódio, um merecido prémio para toda a equipa EFICAR por ter trabalhado toda a noite de forma a conseguir resolver um problema de suspensão na viatura germânica.


Por fim, na classe GDS, a família Dal Maso, ao volante do seu Porsche 911 SWB, prolongou a sua preponderância, com uma vitória tranquila sobre o Datsun de João Neves e o Porsche 911 SWB de Carlos Beltán e Pablo Terreno.


FORSVALL VENCE INDEX DE PERFORMANCE


Como é parte da tradição, a primeira corrida do fim de semana, também se ficou a conhecer o vencedor da classificação do Índex de Performance. Ao vencer esta classificação, que habitualmente premeia os veículos mais antigos ou com menor cilindrada, P-A Forsvall levou para casa um exemplar exclusivo da marca de relógios suíça, de alma latina, Cuervo y Sobrinos. Na segunda posição ficaram Jorge Santos e o ex-campeão português de velocidade Alcides Petiz, no seu Alfa Romeo GTAm, e em terceiro João Neves.




No final da corrida de sábado, a Race Ready não perdeu a oportunidade para celebrar o 10º aniversário do Historic Endurance, com uma cerimónia em homenagem aos participantes da primeira corrida da história da maior competição de clássicos do sul da Europa, que teve lugar neste mesmo circuito exatamente no segundo fim-de-semana de Junho de 2013.


A próxima prova da temporada será disputada no Circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica. As 3 Horas de Spa são sempre uma das provas mais carismáticas das temporada.







bottom of page