Iberian Historic Endurance Antevisão 250 KM do Estoril 2021






250 KM do Estoril 2021 Iberian Historic Endurance

  • Iberian Historic Endurance com grelha fantástica de 50 carros e equipas oriundas de oito nacionalidades diferentes

  • Corrida de duas horas no Autódromo do Estoril encerra a época da competição ibérica.

  • Plantel de luxo marca presença na derradeira prova do ano, Ford GT40, Ferrari 365/4 GTB Daytona e 4 Jaguar E-Types.


É já este fim-de-semana, nos dias 20 e 21 de novembro, que vai decorrer mais uma edição dos 250 KM do Estoril. O evento organizado pela Race Ready no histórico Autódromo do Estoril, contará com cerca de 50 carros em pista e mais 100 pilotos, naquela que será a prova de encerramento da temporada da competição Iberian Historic Endurance em 2021. Com uma partida ao estilo Le Mans, esta é uma oportunidade fantástica para ver a competição ibérica a recriar as partidas das provas dos anos 60 e que contará com pilotos que viajam de 8 países diferentes.


Nesta prova, os Porsche 911 dominam em quantidade nas mais diversas categorias e na Gentlemen Driver Spirit não é diferente. É nesta categoria que estão dois Ford Cortina Lotus, de Luís Sousa Ribeiro, preparado para vencer os Porsche SWB e do piloto britânico Mark Martin com Michael Gans, por outro lado o Alfa Romeo GTA de Manuel Melo e João Sardinha, vai despertar a curiosidade do público, ou onde o BMW 1800 TiSA de Alberto e Tomaz Velez-Grilo também entra para tentar repetir o feito de vencer novamente este ano o mais importante troféu da competição: o Cuervo y Sobiños Index de Performance. Os Porsche 911 SWB são sempre favoritos à conquista da categoria, com o francês Michel Mora que divide o carro alemão com o experiente piloto e preparador José Carvalhosa ou Pedro Moryion, que para a derradeira prova do ano troca o seu Porsche 356 pelo ágil 911 SWB e por fim a terminar a armada Porsche na Gentleman Driver Spirit e vencedores da mesma na prova de Jerez, a dupla Familiar com Piero e Guilherme dal Maso.


A categoria H-1965 recebe uma extensa e variada lista de inscritos para esta prova de 2H, onde se destacam um total de 4 Jaguars E-Type. O alemão Robert Frowein regressa ao traçado do Estoril e tem como adversárias as duplas do Luso-francês de José da Rocha e Fabrice Mestrot, Christopher Schwartz que partilha o carro inglês com Lisa Schwartz. Já os conhecidos Carlos Cruz e Miguel Pais do Amaral encerram a lista de Jaguares E-type, todos preparados pela Team Classic Garage. Como representantes da marca Porsche, Guillermo Velasco e Francisco Freitas, regressão de 356 e terão que superar François Guerin num carro idêntico. Thorkhild Stamp regressa ao Estoril no seu raro Porsche 904/6, novamente com Michael Holden como companheiro de equipa após excelente exibição na última passagem pelo Estoril. O sueco Per-Ake Forswall estreia-se nas grelhas do Iberian Historic Endurance com um Lotus Elan, bem assim como a dupla nacional de João Melo e Paulo Costa num recém-adquirido Lotus Elan 26R. Num Austin Healey 100/4, François de Chanterac que partilhará o carro inglês com Jeremy da Rocha fortes candidatos ao Index Performance by Cuervo y Sobriños.


Na disputada categoria H71, encontra modelos tão diversos como um Ford Escort RS1600, sempre favorito à vitória da categoria com Miguel Ferreira e Francisco Carvalho, um único Datsun 510 SSS de Alexandre Leal, um sempre fiável BMW 1600 Ti com Paulo Lima e José Paradela a regressarem para uma última prova em 2021. Presentes também nesta última ronda estão 2 Alfa Romeo GTAm, um dos carros italianos com uma dupla alemã Volker Hichert e Bjorn Ebsen e o segundo com os portugueses Fernando e Ricardo E. Santo. A concluir a categoria dedicada a carros com homologação até ao ano de 1971 aparecem 3 Porsches, dois 911 2.5 ST um nas mãos da sempre rápida dupla espanhola de Antonio Gutierrez e Jesus Fúster e outro com o trio português de Nuno Nunes, Piero dal Maso e José Carvalhosa. Manuel de la Torre no seu exclusivo Porsche 914/6 termina a lista de participantes da H-1971.


Na categoria H-1976, os Porsche chegam à dezena, Mário Meireles e João M. Silva no Porsche 2.8 RSR e os espanhoís Rafael Alcala e Eduardo Sanchez que partilharão as duas horas da corrida com Antonio Escalante a bordo do Porsche 911 2.7 RS. Os restantes Porsche desta categoria são 911 3.0 RS, Miguel Vaz e Fernando Soares, a Annette Rolner que terá o seu marido Lars Rolner como adversário num carro idêntico. A dupla Carlos Brizido e João P. Cardoso volta uma vez mais ao circuito do município de Cascais bem como Bruno Duarte e Filipe S. Jesus ou o inglês Paul Daniels que irá dividir o carro como piloto profissional finlandês, Markus Palttala. A concluir a armada Porsche 911 3.0 RS e sempre favorito ao triunfo da categoria, Pedro B. Rezende com o seu carro preparado ao pormenor pela Garagem Aurora. A categoria H-1976 não é composta só por Porsches e J.Filipe Nogueira com o seu companheiro de equipa F. Campos Ferreira voltam ao Iberian Historic Endurance depois de uma prova de ausência no seu Ford Escort MKI e terão como adversários Carlos M.Santos e Carlos A.Santos em carro idêntico, depois do azar na pista andaluza de Jerez. A concluir a categoria surgem duas autênticas preciosidades do mundo automóvel, dois carros italianos, um Ferrari 365 GTB/4 Daytona de Jakob V. Holstein que tem como companheiro de equipa o português, José Monroy. Um elegante Maserati Merak conduzido por Rui Ribeiro completa a categoria.


A completar o pelotão do Iberian Historic Endurance, a categoria H-GTP & Sportscars onde se inscrevem 5 carros distintos, mas autênticas joias do automobilismo. João Mira Gomes e Nuno Afoito no intemporal Lotus Seven, Carlos Barbot no seu veloz Merlyn MK4 que é sempre candidato à vitória da categoria, o piloto do Porto terá como companheiro de equipa Diogo Matos. No entanto, a dupla terá Jordi Puig e Fernando Navarrete num sonoro Ford GT40 como competição pela liderança da H-GTP & Sportscars. A finalizar a categoria o regressado Paulo Rompante no seu distinto Alfa Romeo Ti Super, depois de duas provas de pausa o piloto regressa para concluir a sua presente época desportiva.



Para Diogo Ferrão, responsável pela organização, "Pelo 9º ano consecutivo os 250 Km do Estoril são um marco indissociável na competição do Iberian Historic Endurance, quer seja pela especificidade da partida ao estilo Le Mans quer pelo facto de ser a prova de encerramento da temporada. É com enorme prazer que regressamos sempre aqui nesta fase final para encerrar o ano e onde contamos sempre com inúmeras equipas do resto da europa, que vêm à procura da excelente meteorologia local e de uma prova que começa a ter tradição a nível internacional.”


O Iberian Historic Endurance entrará no traçado do Estoril no sábado pelas 09h20 para a sua sessão única de qualificação para aquela que é a derradeira prova do presente ano. A corrida de 2h terá lugar no mesmo dia pelas 15h20 e poderá acompanhar tudo no live timing presente na APP Race Ready disponível nas Lojas APP Store, para iPhone e Play Store para Android.