Revelado o Calendário de 2021 da competição Group 1 Portugal


O calendário de 2021 para a competição nacional Group 1 Portugal foi apresentado com algumas novidades no formato das provas e com a inédita visita a dois circuitos espanhóis na mesma época, ao mesmo tempo que os pilotos terão oportunidade de correr em mais provas de endurance, numa competição mais habituada a realizar corridas de sprint. A ideia da organização passa por dar mais tempo em pista em cada evento a todos os participantes. Com esta particularidade, onde as equipas do Group 1 Portugal passam a ter duas provas de 40 minutos cada, há maior possibilidade de partilhar o veículo, como também os custos inerentes. Com o patrocínio da Atomic Shop Portugal, o Group 1 arranca no fim-de-semana de 01e 02 de Maio no Autódromo do Algarve, para duas corridas de 40 minutos, cada uma a contemplar a troca de pilotos, num fim-de-semana onde se espera que já esteja um tempo ameno, com a sempre fantástica meteorologia de Portimão a ajudar. Cerca de um mês depois, o Group 1 Portugal visita o popular evento Jarama Classic a 05/06 Junho. O regresso ao sinuoso circuito madrileno é sempre do agrado dos pilotos e assenta que nem uma luva aos clássicos desta competição. O circuito com mais de 50 anos, é um dos poucos traçados que ainda não sofreu alterações desde a sua fundação. Aqui podem surgir sempre surpresas na classificação, já que os pilotos têm um menor conhecimento do circuito. O formato será novamente de duas corridas de 40 minutos para que o valor da deslocação possa ser mais facilmente diluído pelos 2 possíveis pilotos. No verão, o Autódromo do Estoril volta a ser palco para o Group 1 no fim-de-semana de 10 e 11 de Julho. Aqui, o formato de corrida volta a ser de sprint, com duas corridas de 20minutos. Neste caso, cada piloto pode fazer uma corrida e será também onde deverá existir mais equilíbrio no pelotão, já que o conhecimento da pista tem sempre influência. As "ferias grandes” do Group 1 Portugal vão, então, durar até ao fim-de-semana de 06 e 07 de Novembro, altura em que o pelotão fará a segunda deslocação a território Espanhol e numa altura em que se espera que já possa existir público nas bancadas. Jerez de la Frontera é agora o destino, com o circuito a querer compensar a data tardia ajudando à deslocação ao sul da Península com condições financeiras para as equipas muito atrativas. Aqui regressa o formato mais longo das provas, com duas corridas de 40 minutos no excelente traçado Andaluz, que permite, mais uma vez, a divisão de custos entre dois pilotos. A época de 2021 irá terminar com a tradicional prova de resistência dos 250Km do Estoril a 20 e 21 de Novembro. A grande tirada de resistência no final da temporada, onde podem participar entre 1 a 4 pilotos., já nos habituou a ser uma prova cheia de emoções, onde as agruras e a felicidade se misturam no mesmo palco, mas onde a estratégia e o trabalho de equipa é sempre fundamental. Nos últimos anos, temos assistido a provas com vários líderes e desfechos definidos nas últimas voltas, colocando sempre em dúvida quem vê a bandeirada de xadrez numa prova de cerca de duas horas. No entanto, antes da época começar, será organizado um dia de Testes, no dia 13 de Março, para que máquinas e pilotos possam começar a ajustar-se à nova época e onde é sempre possível ver as equipas convidarem possíveis parceiros para a nova época, ou aproveitar o tempo total do dia de testes para desenferrujar depois deste longo período de paragem. Nestes dias é sempre bom para quem procura um lugar neste campeonato, pois pode "casar" com alguma equipa que procure um piloto para realizar a época. Diogo Ferrão, responsável da Race Ready e promotor do Group 1 Portugal, referiu que "chegamos à 9ª temporada do Group 1! Apesar de Clássicos, existem muitos projetos que vão sendo afinados ao longo dos anos e contamos com mais de 100 automóveis diferentes, preparados segundo o nosso regulamento, que permite um preço/performance/fiabilidade inigualável. Depois de um 2020 morno, onde alguns projetos foram adiados e com equipas que acabaram por participar pouco devido à pandemia, acreditamos que estes novos ingredientes e uma “fome de pista”, depois de um ano de “seca”, serão fatores importantes para um 2021 ao nível de 2019, com grelhas muito bem compostas."