top of page

Carrera Los 80 com corridas vibrantes na passagem pelo Jerez Historic Festival

Atualizado: 27 de out. de 2023



O Circuito de Jerez-Ángel Nieto vestiu-se a preceito para receber a 4ª edição do Jerez Historic Festival, onde as competições organizadas pela Race Ready foram cabeças de cartaz. Num regresso ansiado a um palco muito querido do desporto motorizado da Península Ibérica, o dinâmico pelotão da Carrera Los 80 proporcionou duas corridas interessantes com carros de Turismo e GT que nos fizeram sonhar nas décadas de 1980s e 1990s.


No início da tarde de sábado, na primeira corrida do fim de semana, assistiu-se ao continuar do “braço de ferro” da sessão de qualificação matinal entre Pedro Bastos Rezende e a dupla Bruno Santos/Claudio Vieira, ambos em Porsche 911 3.0 RS. Os dois carros germânicos preparados pela Aurora Motorsport foram-se revezando na frente da corrida, com Bastos Rezende a levar melhor já nos momentos finais da disputa, o que lhe valeu também o triunfo na classe GT Copa.





Para além do segundo lugar na contenda, Bruno Santos/Claudio Vieira ficaram igualmente com a melhor volta da corrida e o segundo lugar da classe GT COPA. O terceiro carro a cortar a linha de meta foi também um Porsche 911 da GT COPA, neste caso o 2.8 RS da dupla da AMARacing, Mário Meireles e Vasco Nina, que se fizeram a sua estreia na Carrera Los 80.


Sem argumentos para ombrear com os Porsche, o Ford Escort RS2000, de Grupo 1 preparado pela Curated Garage, com Francisco Freitas e a antiga estrela britânica das provas de Turismo, Steve Soper ao volante, fez uma corrida irrepreensível para terminar no quarto lugar. As posições seguintes foram ocupada por Teo Antonio Palomo, o melhor do contigente espanhol na corrida, ao volante do seu BMW 325i E36, e por Toni Garcia, que em Honda Civic festejou o triunfo entre os T2000. Rui Moura e António Duarte, no VW Golf Mk1, foram os vencedores no Grupo 2.





Com a chuva a regressar em força a meio da manhã de domingo, a grelha de partida tomou uma postura consciente para a segunda contenda da Carrera Los 80 que se tornou-se num desafio ainda mais exigentes para pilotos e máquinas.


Apesar das diferentes condições de pista, a história da primeira corrida repetiu-se no início da segunda, com os Porsche de Bastos Rezende e da dupla Bruno Santos/Claudio Vieira a discutirem à décima de segundo a primeira posição na corrida. Infelizmente para os espectadores, o 911 3.0 RS de Bruno Santos/Claudio Vieira, que chegou a liderar, acabaria por se atrasar na segunda metade da corrida, descendo até ao quarto lugar, permitindo assim a Bastos Rezende um final mais tranquilo rumo a um segundo triunfo na corrida e na GT Copa.





O segundo carro a cortar a linha de meta foi o Ford Escort de Francisco Freitas e de Steve Soper, com este último a mostrar o porquê de um dia ter vencido algumas das grandes clássicas de carros de Turismo, como as 24 Horas de Spa, as 24 Horas de Nurburgring ou a Corrida da Guia em Macau. Apenas catorze segundos separaram os dois primeiros a verem a bandeira de xadrez.


Após o revés na primeira corrida, Lucas González e Jorge López, que partilharam o volante de um bonito Porsche 968, foram os terceiros, terminando no segundo lugar da GT Copa, à frente de Bruno Santos/Claudio Vieira.





O quinto a terminar a corrida foi o Toyota MR2 de André Cardal, que culminou o seu fim de semana de estreia na Carrera Los 80 com uma performance muito positiva, com um carro pouco habitual nas pistas ibéricas e que competiu pela vez. Teo Antonio Palomo terminou logo a seguir, ao passo que Juan Alonso e Gonzálo Alonso, em Honda Civic, chamaram a si a vitória nos T2000.


No duelo a três pelo triunfo entre os Grupo 2, Rui Moura e António Duarte, no Golf MK1 da Keep on Racing, superaram o BMW 323 de César Freitas e o Ford Escort MK1 de Francisco Moreno.





Depois da visita à Andaluzia, a Carrera Los 80 despede-se da temporada de 2023 no Autódromo do Estoril do Estoril, quando no primeiro fim de semana de Dezembro se realizar o Estoril Endurance Festival. Num evento que aglomera a prova de final de temporada do Iberian Historic Endurance e o 500 km do Estoril para viaturas modernas, esta é uma oportunidade para ver e rever algumas das máquinas icónicas dos anos 1980s e 1990s a acelerarem no mais antigo autódromo português.





留言


bottom of page